29 de Maio, 2018

Jovem peregrina ao Santuário de Tambaú após receber graça da cura

Luís Fernando teve sua história testemunhada pela avó

Mais de 50 fiéis da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, situada no município paulista de Serrana, peregrinaram ao Santuário de Tambaú. Dentre os romeiros, estavam Luciene José de Oliveira Mechia, de 53 anos, e o neto, Luís Fernando da Silva Mechia, de 17 anos, que testemunha com a sua vida a bênção recebida por meio da devoção ao Padre Donizetti.

“Em 2010, ele foi diagnosticado com um tumor na cabeça. Após duas cirurgias, em 2011, e uma ressonância que mostrou que o tumor estava estável, fomos surpreendidos com a notícia de que o tumor havia voltado a crescer. Durante a terceira cirurgia, em outubro de 2013, meu neto sofreu um derrame, que ocasionou paralisia facial e perda da audição, além de ter permanecido por seis dias em coma. Três meses depois, ele iniciou a radioterapia”, recordou Luciene.

Em 2016, o grupo de Serrana peregrinou ao Santuário de Tambaú e pediu a intercessão de Padre Donizetti pela saúde de Luís. Segundo a devota, em agosto de 2017, o jovem realizou uma nova ressonância, que confirmou o crescimento do tumor. “Não havia mais nada a fazer”, contou.

Foi então que a fé de Luís, dos familiares e amigos se mostrou mais forte. “No mesmo ano, meu neto aceitou o convite do grupo e veio a Tambaú rezar e pedir a intercessão de Padre Donizetti. Para nossa imensa alegria, a ressonância realizada em março deste ano não apresentou mais nada. Foi realmente uma bênção! Tenho a certeza de que sua cura foi através da intercessão de Padre Donizetti junto a Nossa Senhora Aparecida”, disse emocionada.

Com os corações repletos de gratidão, Luciene e Luís participaram da Santa Missa no Santuário, conduzindo a Imagem de Nossa Senhora Aparecida até o altar. Antes de retornar, realizaram um momento de oração diante do jazigo de Padre Donizetti e visitaram a Casa Museu do sacerdote.

Por: Daniele Castro/AMEX

Fonte: Francisco Sartori
Jovem peregrina ao Santuário de Tambaú após receber graça da cura


comments powered by Disqus