09 de Fevereiro, 2015

Família agradece cura da garota Ana Júlia

Após a data da promessa até os dias atuais, nunca mais a Ana Júlia foi acometida de convulsões, ficando totalmente curada
A família da garota Ana Júlia Lacerda esteve em Tambaú no dia 01 de fevereiro do corrente ano, exatamente no dia em que ela estava completando 7 anos, para agradecer por uma graça alcançada através do pedido feito ao Pe.Donizetti e a Nossa Senhora Aparecida.
          Ana Júlia nasceu com saúde em 2008, filha de Cleber Roberto Lacerda e Giseli Maria Andrade de Lacerda. Aos 3 anos começaram os problemas com a menina: uma febre constante muito alta que não era curada nem com os fortes medicamentos que estava ingerindo. E o que é pior, provocava convulsões seguidas. Passou por todos os exames solicitados pelos médicos, os quais nada apontaram de anormal. Todos os familiares sofriam muito com aquela situação que parecia não ter fim.
         A senhora Maria Rosa Guiem de Andrade de 62 anos, residente no Jardim Cidade Alta em Orlândia-SP, vendo todo aquele sofrimento da neta e de toda a família, naquele desespero sem perspectiva de solução; devota do  Servo de Deus Pe.Donizetti e de Nossa Senhora Aparecida, pediu ajuda para que terminasse todo aquele sofrimento. Prometeu levar a neta a Tambaú quando completasse 7 anos, e na casa onde viveu o sacerdote ela cortaria o cabelo da menina. Após a data da promessa até os dias atuais, nunca mais a Ana Júlia foi acometida de convulsões, ficando totalmente curada.
          A avó, juntamente com os familiares, trouxeram a menina, cumprindo a promessa. O cabelo foi colocado junto aos objetos na Casa/Museu do Pe.Donizetti. Muito feliz, Dona Rosa disse em seu depoimento: “Minha devoção que já era muito grande tornou-se ainda maior com a cura da minha netinha. Espero que o Servo de Deus seja beatificado em breve. Sua vida dedicada às pessoas que têm alguma enfermidade é realmente uma vida de Santidade.”
Por: Francisco Donizetti Sartori
Ana Júlia e família