21 de Outubro, 2019

Papa no Angelus: a oração é condição indispensável para a missão

O Papa Francisco realizou a alocução que precedeu a Oração Mariana do Angelus no domingo (20), diante de milhares de fiéis presentes na Praça São Pedro

A mensagem do Papa Francisco que precedeu a Oração Mariana do Angelus do domingo (20), Dia Mundial das Missões, assim como a homilia na Santa Missa na Basílica de São Pedro, ressaltou comprometimento em anunciar a Palavra. Por ocasião especial da data, que recorda milhares de missionários atuando no mundo, o Pontífice exortou “que todo batizado tome uma viva consciência da necessidade de cooperar no anúncio do Reino de Deus por meio de um compromisso renovado”.

Francisco recordou que essa responsabilidade missionária de toda a Igreja foi enfatizada há 100 anos com a Carta Apostólica Maximum Illud, do Papa Bento XV. O documento, por sua vez, tinha o objetivo de requalificar evangelicamente a missão no mundo, segundo o Pontífice.

Trazendo a mensagem de Bento XV para a realidade vivida hoje, o Papa Francisco disse que a mensagem do sacerdote ainda é atual e estimula a superar a tentação de qualquer fechamento autorreferencial e de toda forma de pessimismo pastoral para que as pessoas possam estar abertas à alegre novidade do Evangelho. Segundo Francisco, neste tempo marcado pela globalização que deveria ser solidária e respeitosa com a particularidade dos povos e que, em vez disso, sofre ainda na homologação e dos velhos conflitos de poder que alimentam guerras e arruínam o planeta, os crentes são chamados a levar a todos os lugares, com um novo ímpeto, a Boa Nova de que em Jesus Cristo a misericórdia vence o pecado, a esperança vence o medo e a fraternidade vence a hostilidade. “Cristo é a nossa paz e n’Ele toda divisão é superada, n’Ele só tem a salvação de todo homem e de todo povo”, disse o Papa.

Finalizando, o Papa Francisco continuou encorajando os missionários do Evangelho, e questionando a oração feita enquanto fiéis, dizendo:

“Para viver em plenitude a missão, há uma condição indispensável: a oração, uma oração fervorosa e incessante, segundo o ensinamento de Jesus proclamado também no Evangelho de hoje, em que ele conta uma parábola sobre a “necessidade de rezar sempre, sem nunca se cansar” (Lc 18: 1). Hoje também é uma boa oportunidade para nos perguntar: eu rezo para os missionários? Rezo por aqueles que vão para longe levar a Palavra de Deus com o testemunho? Vamos pensar”.


Fonte: Amex, com Vatican News