21 de Junho, 2016

Sobrinho do Pe. Afonso Lobato foi curado em Tambaú

José Edeton Ribeiro tinha paralisia infantil e não conseguia andar
O Pe. José Afonso Lobato participou da Semana Pe.Donizetti, celebrando a missa em frente a réplica da Igreja São José na véspera da 40ª Marcha da Fé. Nesta data ele também recebeu o título de Cidadão Tambauense da Câmara Municipal. Veio acompanhado da irmã Terezinha de Jesus Lobato Ribeiro, de 78 anos, que relatou uma graça alcançada por intercessão do Servo de Deus. “Em junho de 1960 vim a Tambaú com meu pai para trazer meu filho José Edeton Ribeiro, que tinha paralisia infantil e não conseguia andar. O Pe.Donizetti nos atendeu com bastante atenção, deu a bênção nele e disse que, através de Nossa Senhora Aparecida, Deus iria curar o menino. Meu abençoado filho começou a andar aqui em Tambaú. Sendo mãe e passando por toda aquela situação, sou muito agradecida por este grande “milagre”. O médico que cuidava do José Edeton disse que poderia levar ele até aos médicos dos Estados Unidos, que meu filho jamais andaria. Mas, confiei na providência de Deus e de Nossa Senhora Aparecida e aconteceu o “milagre.” Em memória do Pe.Donizetti, no próximo filho coloquei o nome de José Donizete.”
            Dona Terezinha ficou muito feliz em estar em Tambaú na semana dedicada ao Servo de Deus. Ela completou seu relato dizendo: “Que Jesus e Maria nos protejam, porque eu confio em Vós. Sou a irmã mais velha do nosso querido Pe.José Afonso Lobato e agradeço de estar aqui na companhia dele. Para mim é uma grande prova de amor de Deus e de Nossa Senhora Aparecida. Ele sendo um grande sacerdote, um irmão muito amado, só tenho que agradecer a Deus. Que Jesus, Maria e São José abençoem todos que trabalham pela beatificação do Pe.Donizetti.”
            O Pe.Afonso Lobato e sua irmã Terezinha acompanharam a 40ª Marcha da Fé. Ele participou da celebração da missa presidida pelo Cardeal Arcebispo de Aparecida Dom Raimundo Damasceno Assis. Dona Terezinha emocionou-se durante a celebração, especialmente no momento da “chuva de pétalas de rosas” em homenagem a aquele que intercedeu pela cura de seu filho José Edeton, a quem ela agradece de coração.